quarta-feira, 13 de novembro de 2013

O dia em que As Aventuras começaram!

Há datas que nos marcam, bem como há pessoas que aparecem e permanecem na nossa vida desde o momento em que entram nela.

Apesar de hoje vos trazer uma receita, que escreverei mais adiante, quero vos trazer acima de tudo a minha homenagem e prenda para alguém muito especial para mim. Essa pessoa é a minha querida Mena Lopes.
Foi ela quem me descobriu, num dia de Novembro, pouco tempo após ter criado o seu diário e entrou assim de rompante, tal e qual um furacão!

A sua boa disposição é contagiante, a alegria imensa e as palavras sinceras com que nos presenteia quer nas suas publicações quer nos comentários que nos faz, fazem dela uma pessoa boa. 

Um ano se passou desde o início destas Aventuras, em que ambas crescemos como bloggers, partilhamos ideias, dicas e sugestões, tornamos-nos amigas, fizemos confidências que só as melhores amigas fazem uma à outra, rimos e choramos e em todos os momentos eu estive para ti e tu estiveste para mim.

Quem tem um amigo tem tudo, eu tenho-te a ti!

Por isso mesmo, neste dia em que o teu cantinho celebra um ano ( e tanto ficará por dizer ou mostrar), decidi fazer-te uma surpresa, fazendo uma colectânea dos teus melhores (na minha opinião) momentos como blogger! Porque TU mereces, por seres como és e quem és!! Parabéns minha schätzli, que o teu Aventuras esteja presente na minha vida sempre como fonte de inspiração e seja um marco no mundo dos blogues!


E não podia deixar de celebrar este dia sem aquilo que a nossa Mama tanto nos habituou: um Bundt!!
E porque amizades simples e despretensiosas como a nossa merecem ser celebradas com bolos também eles simples! A minha escolha recaiu uma vez mais numa receita (que adaptei) do livro Cake Simple e hoje trago-vos um Bundt de chocolate de leite. Sigam-me nesta aventura de sabor!



Ingredientes:

Manteiga para untar a forma
75 gr de cacau em pó + o suficiente para polvilhar a forma
115 gr de chocolate de leite para culinária (encontram no E.leclerc)
180 ml de água a ferver
400 gr de açúcar
1 pacote de açúcar baunilhado
210 gr de farinha
1 pitada de sal
1 colher de chá de fermento em pó
2 colheres de chá de bicarbonato de sódio
120 ml de natas
120 ml de iogurte natural (cerca de 1 copo)
3 ovos tamanho M ou 2 ovos tamanho L
1 colher de chá de extracto de baunilha
120 ml de óleo



Preparação:

Aqueça o forno a 180º. Unte a forma e polvilhe-a com o cacau. Reserve.
Numa taça coloque o chocolate partido em pedaços e por cima deste a água a ferver. Misture até estar bem dissolvido. Deixe arrefecer até atingir a temperatura ambiente.
Noutra taça, peneire a farinha, o fermento e o cacau. Junte os açúcares, o sal e o bicarbonato de sódio, misture até estarem bem combinados.
Numa outra taça, com a ajuda da batedeira (varetas de amassar), bata os ovos juntamente com o extracto de baunilha, o óleo, as natas, o iogurte e o chocolate derretido. Vá adicionando sempre sem deixar de bater (em velocidade baixa) os ingredientes sólidos até obter uma mistura uniforme. Bata bem cerca de 2-3 minutos em velocidade média.
Coloque a mistura na forma e leve ao forno cerca de 40-45 minutos (fazer teste do palito).
Deixe estar cerca de 10 minutos na forma e só então desenforme.
Envolva em película aderente e deixe arrefecer totalmente.
Decore a gosto (usei glacé real e açúcar em pó).


 Bom apetite!

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Compota de abóbora gila


Penso que falei algumas vezes aqui e na página do FB sobre a minha horta.
Iniciei o cultivo tarde devido à neve e, com a ajuda do meu pai e do H., plantei e semeei um pouco de tudo.
Nem todas as sementeiras vingaram, mas o que conseguiu crescer deu para o gasto e para o rendimento.
Uma das minhas plantações foram abóboras gilas, e não imaginam a minha cara quando as comecei a ver nascer e crescer! Parecia uma criança  com um brinquedo novo, mas no meu caso, era mais do género ir todos os dias à horta ver as minhas "meninas".
Assim que as primeiras ficaram prontas para colher, fui directa para a cozinha preparar a única compota que não gosto de comer no pão, mas sim com massa folhada e doces conventuais a servir de recheio.



A receita deu-ma a minha amiga S. que retirou da Internet por isso mesmo não sei a fonte. Se porventura alguém a reclamar como sua, agradeço que me diga pois indicarei de imediato os créditos.


Ingredientes:

1 abóbora gila
igual peso de açúcar da abóbora cozida e escorrida
1 casca de limão
1 pau de canela
sal q.b.
250 ml de água


Preparação:

Parta a abóbora atirando-a ao chão. Não utilize facas ou objectos metálicos pois altera o sabor da gila.
Com as mãos, separe a abóbora em vários pedaços.
Retire as sementes e os filamentos mais amarelos.

Lave os pedaços da abóbora em várias águas, até deixar de deitar espuma.
Coloque num alguidar com bastante água e com a casca virada para cima.
Deixe de um dia para o outro.

No dia seguinte, coloque uma panela grande ao lume com água e tempere de sal. Quando ferver junte a abóbora e deixe cozer por 40 minutos até ficar bem tenrinha e começar a separar-se da casca.
Depois de cozida, retire e deixe arrefecer um pouco.

Com o auxilio de uma colher de pau (nunca metálica), raspe a abóbora para dentro de uma taça.
Coloque num escorredor e deixe escorrer durante 30 minutos. Depois de escorrida, pese-a e o peso do açúcar será igual.


Num tacho, leve ao lume o açúcar, a água, o pau de canela e a casca de limão. Mexa e deixe ferver até atingir o ponto de pérola. 
Passado cerca de 8 minutos passe com a colher na calda. Se começar a cair em gotas, está no ponto.
Junte a abóbora e sem parar de mexer, vá separando os fios.
Quando passar com uma colher no fundo do tacho e fizer uma estrada, está no ponto. Apague o lume, retire o pau de canela e a casca de limão.
Deixe arrefecer e coloque em frascos devidamente lavados e esterilizados.

Bom apetite!

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Bundt de abóbora e especiarias


Na segunda edição da Bundtmania, a minha querida Lia do Salsa Verde escolheu como tema o Halloween.
Não tendo conseguir participar na data desta festa, venho um pouco fora de horas mostrar-vos o resultado de uma tarde bem animada em que se fez o bundt e as abóboras de pasta de açúcar. Valeu a boa disposição, porque ainda tenho muito que aprender nesta arte!


Retirei mais uma vez a receita do livro "Cake simple by Christie Matheson" (que adaptei) e foi um sucesso! Um bolo pouco doce onde as especiarias têm lugar de destaque e a cobertura final dá o toque para a perfeição!

E como depois da tempestade vem a bonança, reabri a possibilidade de comentarem, porque quem me acarinha não pode padecer por quem vem cá picar o ponto. Activei a moderação de comentários para que me seja mais fácil filtrar quem por cá passa. Por isso, estejam à vontade quem vem por bem, este espaço é vosso!


Ingredientes:

Bundt

115 gr de manteiga sem sal e à temperatura ambiente
180 gr de farinha
1+1/2 colher de chá de fermento em pó
1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio
1 colher de chá de canela
1/2 colher de chá de gengibre
1/4 colher de chá de cravinho
1/4 de colher de chá de noz-moscada moída
1 pitada de sal
180 ml de abóbora cozida e reduzida a puré
120 ml de leite
1 colher de chá de extracto de baunilha
160 gr de açúcar
2 ovos


Glacé

93 gr de açúcar em pó
1 a 2 colheres de sopa de leite
1/4 de colher de chá de canela
1/8 de colher de chá de gengibre


Preparação:

Pré-aqueça o forno a 180º , unte e enfarinhe um forma de bundt (ou na falta dela, uma com cano).
Numa taça misture bem a farinha, o fermento, bicarbonato de sódio, canela, gengibre, cravinho, noz-moscada e o sal. Reserve.
Noutra taça misture bem o puré de abóbora, o leite e a baunilha. Reserve.
Numa taça bata com a batedeira a manteiga com o açúcar na velocidade média por 2-3 minutos, até obter uma mistura cremosa. Adicione os ovos, um a um, batendo bem entre cada adição.
Com a batedeira na velocidade mais baixa (ou com um batedor de varas), adicione a mistura da farinha, alternando com a mistura do puré, batendo bem até que fique tudo agregado.
Coloque a mistura na forma, e leve ao forno a cozer (verifique com um palito).
Depois de pronto, retire do forno, deixe repousas cerca de 10-15 minutos dentro da forma e só então desenforme.
Envolva em película aderente e deixe arrefecer totalmente antes de cobrir.
Para a cobertura, coloque todos os ingredientes desta numa taça e bata até obter uma mistura cremosa. Cubra o bolo e sirva.
Decorei com abóboras de pasta de açúcar.


Bom apetite!

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Dia 1.. Na Cozinha! Novembro traz... Crumble de fruta!

Hoje tinha programado uma publicação com um texto completamente do que vou aqui escrever, tudo por força das circunstâncias.
Quando me iniciei no mundo dos blogues, fui alertada que poderia encontrar gente boa e gente má tal e qual no mundo real. 
Durante 18 meses, nunca fui alvo de críticas maldosas, nem faltas de educação, vi e calei muito, mas a gota que fez transbordar o copo (e acreditem que sou uma pessoa extremamente paciente) foi ver pessoas virem aqui mentir-me descaradamente com quantos dentes têm na boca dizer-me que não têm tempo para visitas e quando eu própria visito os blogues as vejo lá sempre presentes. Fiquei magoada, revoltada e em fúria pois se à coisa que não tolero são mentiras e ainda para mais descaradas. A juntar a essa fúria, deparei-me que há pessoas que nem sequer lêem as receitas que publico, fazem copiar-colar só para marcar presença. Acredito que algumas pessoas sejam menos expansivas nos comentários pois isso fará parte da sua personalidade, mas um comentário curto não significa passar sem sequer olhar só para "picar o ponto". 
E por estas duas razões, para mim muito válidas, não permitirei mais comentários aqui no blogue. Quem o quiser fazer terá duas opções: na página do FB ou na do Google+.
E agora quero AGRADECER, do fundo do meu coração, a todas as pessoas e sem mencionar nomes para não correr o risco de me esquecer de alguém, o apoio incondicional que me deram quando pensei em fechar este cantinho para sempre, as palavras amigas que me dirigiram e os pedidos constantes que me fizeram para que regressasse em breve. 
Pois aqui estou eu, pronta para uma nova etapa nesta cozinha que a muitos agrada, mas a outros tantos faz inveja!


E agora sim, eis que chega o dia 1! O dia em que vários food bloggers reunidos num grupo do Facebook se juntam para mostrar o tema escolhido. Este mês as organizadoras do evento seleccionaram Crumble de fruta como tema.



Desde que participo neste evento (do qual apenas falhei a edição de Agosto) que esta é a terceira estreia para mim.
Crumble nunca tinha feito se bem que tinha já anotadas algumas receitas, mas a falta de tempo ou inspiração faziam sempre que adiasse o dia D.



Este serviu para a sobremesa de um almoço em família onde foi largamente elogiado mas sinceramente a mim não me convenceu pelo simples facto de levar canela, especiaria que não aprecio em sobremesas e apenas gosto em alguns bolos.
A receita fui buscar aqui mas fiz um pouco a olho e o resultado é o que se vê.



Crumble de maça reineta

Ingredientes:

5 maçãs reinetas
2 colheres sopa de açúcar
3 colheres sopa de água
1 colher sobremesa de canela
2 colheres sopa de mel
150 gr de manteiga
100 gr de açúcar
200 gr de farinha (+/-)



Preparação:

Descasque as maçãs e parta-as em pedaços para dentro de um tacho juntamente com as 2 colheres de açúcar, a água, a canela e o mel. Leve ao lume e deixe ferver mexendo sempre até que as maçãs fiquem cozidas. Coloque num prato refractário e reserve.
Num recipiente misture a manteiga, o açúcar e a farinha e misture com a mão até que se formem grãos, se achar necessário vá adicionando mais farinha, se achar que é demais, não a coloque toda. Assim que começar a sentir grãos, tipo grãos grandes de areia está bom. Coloque este preparado por cima das maçãs, sem calcar, espalhe apenas até tapar a parte de cima.
Leve ao forno a 180º até que fique bem tostadinho por cima. Pode servir morno ou frio.




Bom apetite!