sábado, 20 de junho de 2015

Carne de porco à alentejana


Um dos "contras" de se viver fora do nosso Portugal, é que as comidas típicas do nosso país, parecem algumas vezes, a milhares de quilómetros de distância e temos de esperar pelas férias para as podermos saborear.
Não foi o caso do petisco de hoje, mas quase podia ter sido.


Nunca tinha feito este prato típico, algumas vezes por falta de lembrança, outras porque me faltava algum ingrediente (normalmente eram as ameijoas).
Mas, num deste dias em que foi feriado por terras helvéticas, decidi que era o dia de por mãos à obra.


Fui inspirar-me no site de referência Sabor Intenso, mas não segui as quantidades lá indicadas e claro, dei o meu gosto pessoal (bani os coentros pois o maridão não aprecia muito).
Fica a minha versão, e espero que seja tanto do vosso agrado como foi do nosso.


Ingredientes (2-3 pessoas)

600 gr de batatas cortadas ao cubos
óleo ou azeite para as fritar
400 gr de carne de porco cortada aos cubos pequenos
500 gr de ameijoa branca congelada
1 cebola
1 folha de louro
1 fio de azeite
sal, pimenta e alho em pó q.b.
colorau/pimentão doce q.b.
1 dl de vinho branco
1 limão


Preparação:

Cerca de 2 horas antes, coloque numa taça com água e sal, as ameijoas para se libertarem das impurezas.
Noutra taça, coloque a carne a marinar por 2 horas com o vinho branco, a folha de louro, sal, alho, pimenta e o colorau/pimentão doce.
Passado este tempo, comece por fritar as batatas. Quando estiverem prontas, escorra-as e reserve (usei a Actifry).
Numa cataplana ou tacho, coloque um fio de azeite e a cebola picada. Deixe fiar transparente e junte a carne escorrida (reserve a marinada). Deixe fritar por uns 8-10 minutos mexendo para ficar bem corada. Passado este tempo, junte a marinada e deixe cozinhar por mais 5-8 minutos. A seguir adicione a ameijoa e deixe cozinhar por mais 5-8 minutos, para o marisco abrir. Desligue o lume.
Numa travessa de servir, coloque as batatas e de seguida cubra com a carne, as ameijoas e o molho. Decore com olimão cortado em quartos e sirva de imediato.



Bom apetite!

quarta-feira, 10 de junho de 2015

Bundt cake com coração de morango e glacé de limão


Depois de uma pequena pausa nos desafios, tenho tentado, nestas últimas edições, ser o mais assídua possível. Como todos os motivos são bons para fazer um bolo, não podia deixar de participar em mais uma edição da Bundtmania das meninas Mena e Lia.
Desta vez, confesso que a inspiração era pouca, mas o tema agradou-me desde logo e lá me dediquei à pesquisa.
Dos 3 livros que tenho em casa, foi na última página de um deles que encontrei "o tal". No original era em versão mini e com mirtilos. Dupliquei a receita para fazer em tamanho grande e usei morangos.


Mas como alguns de vocês sabem, eu não gosto de morangos. Mas o meu mais que tudo gosta mesmo muito e no dia em que fiz este bolo, celebrávamos  as nossas bodas de papel. Que é como quem diz, um ano de casamento, o primeiro de muitos (assim espero) numa união com muita cumplicidade, amizade, respeito, amor e sacrifícios. E por isso mesmo, usei os morangos, fruto que ele adora.
Ficou um bolo perfeito, onde o aroma dos morangos se sentia a cada fatia.
E deste modo fica a receita para a posteridade.


Ingredientes:

Bolo:

230 gr de manteiga à temperatura ambiente
420 gr de farinha
2 colheres de chá de fermento em pó
1 colher de chá de sal
300 gr de açúcar
4 ovos
1 colher de chá de essência de baunilha
240 ml de buttermilk
500 gr de morangos (250 gr inteiros sem pé, 250 gr cortados em metades)

Glacé:

186 gr de açúcar em pó
2 colheres de sopa de buttermilk
4 colheres de chá de sumo de limão
1 pitada de sal


Preparação:

Ligue o forno a 180º. Unte e polvilhe uma forma grande de chaminé.
Numa taça, coloque a farinha e misture-lhe o sal e o fermento. Reserve.
Com a ajuda da batedeira eléctrica, bata a manteiga com o açúcar por cerca de 2-3 minutos até obter uma mistura cremosa.
Adicione os ovos, um a um, batendo bem entre cada adição. Junte de seguida a baunilha.
Com a batedeira na velocidade baixa, adicione a farinha, alternadamente com o buttermilk, batendo até obter uma mistura homogénea.
Coloque metade da mistura na forma, disponha parte dos morangos, um a um, posicionando-os para que fiquem na mesma posição e de seguida cubra com a restante massa.
Disponha os restantes morangos (agora cortados em metades), por cima e leve ao forno cerca de 50 minutos a 1 hora.
Faça o teste do palito para verificar se está pronto, e deixe arrefecer na forma cerca de 10 minutos antes de desenformar.
Envolva depois em película aderente e deixe arrefecer totalmente antes de cobrir com a glacé.
Para preparar a glacé, misture bem todos os ingredientes e cubra o bolo de seguida.


Bom apetite!

Adaptado de: Cake Simple by Christie Matheson

domingo, 7 de junho de 2015

Cavacas ou bolos de gema


Há umas semanas atrás, e com algumas gemas de ovo no frigorífico a precisarem ser gastas, dei por mim a fazer uma pesquisa mais exaustiva na internet, em busca da receita perfeita.
De repente e depois de já ter umas quantas marcadas, encontrei no blogue Doce Sobre(a)mesa, algo que me fez relembrar as festas populares em Portugal: cavacas também conhecidas por bolos de gema.


Não pensei duas vezes e fui logo para a cozinha por mãos à obra. Da receita original, repus a quantidade de açúcar e acrescentei mais duas gemas.
Assim que ficaram prontas, o paladar e o cheiro destas pequenas delícias transportaram-me de imediato para as lembranças que tenho dessas festas.
A cobertura foi feita de improviso e de forma muito tosca, mas o essencial está lá.
Atrevam-se a experimentar e deliciem-se!


Ingredientes:


6 gemas de ovos
3 ovos inteiros
200 gr açúcar
raspa de 1/2 limão
1/4 colher (de café) de canela
175 gr de farinha de trigo sem fermento
farinha e manteiga q.b. para untar e polvilhar os tabuleiros


Cobertura glacé:

150 gr açúcar em pó
1 clara de ovo
1 colher (de sobremesa) de sumo de limão


Preparação: 


Ligue o forno a 180ºC;

Bata os ovos inteiros, as gemas e o açúcar, numa batedeira eléctrica durante 20 minutos, sem parar, até obter um creme muito fofo e esbranquiçado;
Adicione a raspa de limão, a canela e a farinha peneirada;
Envolva na massa sem bater, até ficar tudo bem ligado;
Unte e polvilhe com farinha um tabuleiro (forrei com papel vegetal)
Com uma colher de sopa (pode usar de sobremesa para fazer miniaturas), coloque porções de massa, tendo o cuidado de manter uma distância razoável entre elas;
Leve ao forno por 10 minutos exactos.

Depois de cozidos retiram-se rapidamente com uma espátula e deixam-se arrefecer sobre uma rede.




Glacé:

Misture o açúcar em pó com a clara de ovo e o sumo de limão, bata com a batedeira, até que a glacé fique quase segura na mesma.
A glacé, quando pronta, deve ficar branca, fofa e brilhante;
Passam-se os bolos com uma camada fina de glacé, e dá-se, com os dedos, formas circulares na superfície;
Deixam-se secar de um dia para o outro, e podem guardar-se numa caixa de lata durante vários dias (ou se estiver muito calor, deixa-los secar ao sol).


Bom apetite!

sábado, 30 de maio de 2015

Vol-au-vent de atum e cogumelos


Nas últimas publicações do blogue, tenho apresentado maioritariamente bolos. Não que aqui por casa se coma só doces (e eu até ando de dieta), mas tenho andado pelas comidas básicas do dia a dia.
Há umas semanas atrás, fui convidada (juntamente com o meu marido e a princesa, claro!) para uma festa de aniversário.
Ofereci-me para levar algo, para juntar aos petiscos que por lá iriam haver.


Decidi fazer de novo estes vol-au-vent, que em tempos publiquei no blogue, mas por alguma razão, a receita desapareceu do arquivo. Mistério...
Assim, hoje volto a publicar, devidamente apresentados, e servem perfeitamente para uma entrada de um jantar ou para uma festa como aperitivo.


Ingredientes (24 unidades)

2 latas de atum em azeite (escorrido)
1 lata pequena de cogumelos laminados
sal, pimenta e alho em pó q.b.
2-3 colheres de sopa de maionese
2-3 colheres de sopa de ketchup
1 colher de sobremesa de salsa picada
umas gotas de sumo de limão
24 mini vol-au vents


Preparação:

Coloque numa taça todos os ingredientes, excepto as bases de vol-au-vent, e com a ajuda da varinha mágica, rale até obter um creme homogéneo.
Distribua pelas bases de vol-au-vent e leve ao frigorífico até à hora de servir.


Bom apetite!