quarta-feira, 27 de abril de 2016

Brownies de batata doce, abacate e avelãs


Todos os dias dou uma vista de olhos pelo mundo do Facebook.
Gosto de ver o que de novo se publica no mundo culinário, que eu possa adaptar para esta Cozinha, de forma a ficar satisfeita sem cair em tentação.


Assim que pus os olhos nestes brownies, guardei logo a receita para testar assim que pudesse.
Faltava só o abacate, o qual ainda não tenho uma relação de amizade, pois só o consigo comer assim em bolinhos (já é um bom avanço!).


Comprei um único exemplar e depois rezei para que não fosse um desperdício de tempo.
Logo que este pecado sem culpa ficou pronto, tive de provar e se não me punha esperta, o marido comia o resto e nem sobrava um pedacinho para as fotos!
A relação com o abacate não mudou mas vou dar tempo ao tempo e esperar que ainda possamos ser bons amigos ;)
Vamos à receita?


Ingredientes:

1 batata doce pequena (deve render 1/2 chávena de puré depois de cozida)
1 abacate pequeno
2 ovos
1/3 de chávena de geleia de arroz
2 colheres de sopa de óleo de coco derretido
4 colheres de sopa de farinha de aveia
1/3 de chávena de cacau em pó
1 pitada de sal
1 + 1/2 colher de chá de fermento em pó
1/4 de chávena de avelãs raladas grosseiramente (usei o martelo de cozinha)
1/3 de chávena de pepitas de chocolate


Preparação:

Descasque e coza a batata doce. Reduza a puré e reserve.
Junte todos os ingredientes, excepto as pepitas, numa taça e bata com cuidado até obter uma mistura homogénea.
Adicione as pepitas e misture.
Coloque a massa numa forma rectangular pequena e baixa e leve ao forno cerca de 25-30 minutos.
Retire, deixe arrefecer e corte em rectângulos.


Bom apetite!

Adaptado de: Tomilho-Limão

sábado, 23 de abril de 2016

Panquecas fit de cacau, matcha e linhaça


Depois da festa dos 4 anos deste cantinho, regressei em força à minha rotina saudável!
Com tanta vontade, que tenho mais umas quantas receitas novas agendadas para partilhar com vocês!
Mas vamos por partes!


No meu dia a dia, mantenho hábitos muito enraizados, principalmente no que diz questão ao pequeno almoço.
Não passo sem o meu leite com café, a minha peça de fruta e o meu sumo de laranja natural. Já quando ainda estava a perder peso isto era um ritual (a peça de fruta só a comecei a incluir quando iniciei a fase de manter).


Mas se há coisas que não dispenso mesmo, é o meu pão ou as minhas panquecas!
Detesto papas de aveia e como boa portuguesa que sou, o pãozinho não pode faltar na mesa!
De várias receitas que já fiz de panquecas, estas foram uma mistura de várias ideias e resultaram numa palavra: fenomenais!


Simplesmente adoro-as! Sejam simples ou com manteiga de amendoim caseira ou até com um bocadinho de compota! Sabem bem, fazem bem e não há cá culpas para a dieta!
Vamos à receita?


Ingredientes (para cerca de 10 panquecas médias):

6 colheres de sopa de farinha de aveia
1 colher de sopa de farinha de linhaça amarela
1 colher de sopa de farinha de linhaça castanha
1 colher de chá de matcha (chá verde em pó)
1 colher de sopa de leite magro ou sem lactose
4 bananas bem maduras (costumo ter congeladas e quando preciso é só deixar descongelar bem)
4 ovos
1 colher de sopa de cacau puro
300 gr de queijo fresco batido/quark 0% gordura
óleo de coco para untar a frigideira (caso não seja anti aderente)


Preparação:

Numa taça média/grande, coloque todos os ingredientes e com a ajuda da varinha mágica misture bem, até obter uma mistura homogénea.
Pincele uma frigideira com o óleo de coco (duas gotas é o suficiente) e vá dispondo colheradas da massa (uso uma concha de sopa). Deixe ganhar bolhinhas e vire para cozinhar do outro lado cerca de 1 minuto. Repita o processo até esgotar a massa.


Bom apetite!

segunda-feira, 18 de abril de 2016

4 anos de A Cozinha da Kinhas traz... Pavlova


Há 4 anos atrás sentava-me pela primeira vez a escrever uma receita para este blogue. Recordo-me perfeitamente qual foi: mousse de chocolate.
Passaram 4 anos, de muitas partilhas, receitas inventadas, outras adaptadas e algumas seguidas à risca.


Nem sempre correram bem, mas a grande percentagem foi sucesso garantido.
Nunca pensei que este espaço conseguisse manter os alicerces que lhe ergui. Continuou de pé e apesar de tudo, da minha ausência de semanas e muitas vezes de meses, continua a ser o meu espaço, o nosso espaço para quem me segue, visita e deixa a sua marca.


Para este aniversário, decidi fazer algo que nunca tinha experimentado: Pavlova.
Sorte de principiante ou talvez não, a primeira que fiz saiu perfeita! Além de nunca ter provado antes (é algo estranhamente delicioso e por isso mesmo um atentado à dieta!),acho que obtive um bom resultado no final.


A receita é muito simples e o segredo que me contaram para que não abata assim que está pronta,  é fazê-la  à noite e retirar do forno apenas de manha, mas eu já explico isto no modo de preparação.
Agora é mãos à obra que temos uns parabéns para cantar!


Ingredientes:

5 claras + 1 pitada de sal
300 gr de açúcar
1+1/2 colher de chá rasa de farinha maizena
1 colher de chá de vinagre de vinho branco
1 pacote de natas com mínimo 35% de gordura para bater
frutos secos a gosto
topping de chocolate para decorar




Preparação:

Pré-aqueça o forno a 180º (para estar bem quente quando colocar a pavlova lá dentro)
Bata as claras com o sal, em castelo bem firme.
Aos poucos vá adicionando o açúcar, até obter um creme com brilho e bem preso.
Junte a maizena e o vinagre e continue a bater mais um pouco de forma a incorporar bem tudo.
Forre um tabuleiro com papel vegetal e disponha o preparado em cima dando-lhe uma forma circular de cerca de 20-25 cm.
Leve ao forno com a temperatura nos 
180º por 5 minutos. Ao fim deste tempo, reduza para 140º e deixe cozinhar 1h15 minutos.

Findo este tempo, desligue o forno e deixe a pavlova lá dentro até que o forno fique completamente frio (o ideal será fazer à noite para acabar de a decorar de manha).
Quando a pavlova estiver fria, transfira com cuidado para um prato de servir e reserve.
Bata as natas em castelo até que fiquem firmes.
Espalhe as natas por cima da pavlova e polvilhe com os frutos secos.
Decore com o topping de chocolate e leve ao frio até servir.


Bom apetite!

sábado, 26 de março de 2016

Folar de rosas com doce de leite


Para esta Páscoa decidi aventurar-me a fazer um folar diferente do que estou habituada.
Tudo por "culpa" da minha mãe ehehe. Vou contar-vos o porquê.
Dia sim dia não telefono aos meus pais para saber como eles estão. Num desses telefonemas ao falar com a minha mãe, ela diz-me que viu no programa da manha da RTP1 uma senhora a fazer um folar. E que tinha ficado tão lindo mas que não tinha tirado a receita.
Ora, eu vou de imediato pesquisar e encontro na página do facebook a dita receita. Disse à minha mãe para a escrever e acabei eu por a guardar também. Passaram dois dias e eu tinha ficado com a ideia na cabeça. Mas faltava o recheio (que era doce de gila, coisa que pelos Alpes suíços não consigo encontrar).


A tropa manda desenrascar e com uma lata de leite condensado cozido a terminar o prazo, decidi que seria o recheio. O toque final do açúcar pérola fez o resto e por aqui foi completamente aprovado! Até a princesa comeu a parte dela.
A receita original da massa é do blogue Cinco Quartos de Laranja, da Isabel Zibaia Rafael que passo a transcrever e o recheio e cobertura foi adaptação minha.


Ingredientes:

500 g de farinha 
25 g de fermento de padeiro fresco
7 g de açúcar baunilhado
60 g de açúcar
150 ml de leite
50 g de manteiga sem sal
2 ovos médios

Recheio e cobertura:

1 lata de leite condensado cozido 
açúcar pérola q.b.
8 colheres de sopa de água
3 colheres de sopa de açúcar
sumo de 1/2 limão


Preparação:

Aquecer o leite com a manteiga. Retirar do lume e deixar a manteiga derreter, mexendo.
Colocar a farinha, os açúcares e os ovos ligeiramente batidos, numa taça. Ao meio dispor o fermento.
Ir dissolvendo o fermento com a mistura de leite morno e um pouco de farinha. Assim que estiver dissolvido, adicionar o restante leite com a manteiga. Amassar até a massa estar lisa e elástica.
Deixar levedar durante 1 hora, tapado.
Estender a massa com a ajuda de um rolo numa superfície polvilhada com farinha de modo a formar um rectângulo.
Barrar a massa com o leite condensado cozido. Formar um rolo e cortar em 8 pedaços. Untar uma forma redonda com margarina e dispor as rodelas de massa. Polvilhar com o açúcar pérola. Tapar e deixar levedar durante 30 minutos. Levar ao forno pré-aquecido a 180ºC durante 50 minutos.
Entretanto fazer a calda: levar um tacho ao lume com a água, o açúcar e o sumo de limão e assim que levantar fervura retirar do lume.
Servir o folar pincelado com a calda e servir.


Bom apetite!